The Week

GUE/NGL sobe de 35 para 52 deputados no Parlamento Europeu

Qua, 11/06/2014 - 12:15

O grupo da Esquerda Unitária/Esquerda Verde Nórdica (GUE/NGL) no Parlamento Europeu terá 52 membros na nova legislatura, mais 17 do que na anterior, o que traduz uma subida de 4,66% (35 membros) da câmara para quase sete por cento.

Marisa Matias, a eurodeputada eleita pelo Bloco de Esquerda, integra este grupo, tal como já aconteceu com os eurodeputados do partido nas legislaturas anteriores.

A composição do grupo foi estabelecida após as reuniões efectuadas a seguir às eleições de 25 de Maio e tendo em conta não apenas os grupos existentes como também a integração de partidos e deputados com primeira representação ou eleitos pela primeira vez.

Em relação aos partidos que já integravam o grupo salientam-se as importantes subidas do Syriza, a organização de esquerda que ganhou as eleições na Grécia, da Izquierda Unida em Espanha e do Sinn Fein na Irlanda, incluindo a eurodeputada eleita no território dos seis condados ocupados pelo Reino Unido (Irlanda do Norte), onde o partido foi o mais votado.

Passam a fazer parte do GUE/NGL os seguintes partidos presentes pela primeira vez: Podemos (Espanha), Bildu (País Basco, Espanha), Altra Europa (Itália), Partido dos Animais da Alemanha, Partido dos Animais da Holanda e Movimento dos Independentes da Irlanda.

Deixam de ter representação o Partido Comunista Grego (KKE), que abandonou o grupo, e o Partido Comunista da Letónia, o Partido Trabalhista da Croácia e o Partido Socialista da Irlanda, que não elegeram eurodeputados.

O grupo integra quatro eurodeputados portugueses: além de Marisa Matias, os três eleitos pelo Partido Comunista Português (PCP).

Redes Sociais
Opinião