Terra de ninguém em redor de Fukushima

Qui, 21/04/2011 - 00:00

 

A decisão foi tomada depois de ter sido registado um novo tremor de terra com o grau de 6,3, embora não tenha sido lançado alarme de tsunami e não se conheçam quaisquer danos pessoais ou materiais.

 

Dezenas de milhar de pessoas abandonaram a região da central nuclear depois do terramoto de 11 de Março, mas algumas regressaram à procura dos seus haveres enquanto as autoridades e os técnicos prosseguem os esforços para contar a fuga de radiação que dura há cerca de mês e meio.

O primeiro ministro japonês, Naoto Kan, que tem sido criticado pelo facto como o seu governo enfrentou a crise foi publicamente vaiado pela lentidão da resposta à tragédia quando visitou um centro de acolhimento na região devastada a norte de Tóquio.